sábado, 14 de fevereiro de 2009

Oceano: vida escondida

Check out this SlideShare Presentation:

Linguagem Visual

Check out this SlideShare Presentation:

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Demorei,mas estou de volta!


Começarei dizendo que descobri a América = ) ! Como? Pois é ,descobri algo que já existica há pelo menos centenas de anos,a planta chamada favela. Com apoio do Centro de Desenvolvimento Agroecológico do Cerrado (Cedac), a rede desenvolve, desde 2000, ações de organização social coletiva, manejo sustentável, beneficiamento e comercialização de frutos do cerrado. A favela (Dimorphandra sp), por exemplo, é uma leguminosa de grande interesse para a indústria farmacêutica. De seus frutos são extraídas substâncias como a rutina, usada no tratamento do glaucoma e de doenças circulatórias, e a quercetina, açúcar utilizado em complementos alimentares.








Favela (Cnidoscolus phyllacanthus ) é uma forrageira nativa das caatingas do Nordeste com sua distribuição geográfica nos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, muito consumida pelos animais, principalmente no período de seca. A favela tem ramos lenhosos e finos, com porte variando de 3,5 a 7,8 m, esgalhada irregularmente e armada com espinhos nas folhas.


Quando os ramos são cortados, exsudam látex branco. Suas folhas são simples, alternas, espessas, lanceoladas, nervuras com espinhos urticantes. As flores são alvas, hermafroditas. Os animais consomem as folhas maduras quando estas caem no chão no final do período de chuvas. Na seca, alimentam-se dos brotos e casca da favela. Suas sementes são consumidas por animais silvestres e pelos caprinos que regurgitam as cascas nos cercados.



Favela? Vocês sabem o que é uma Favela?




Esta planta que você esta vendo é conhecida por poucos como favela e foi ela quem deu o nome para aquele aglomerado de casas em lugares pobres.




Hoje o termo favela é empregado como sinônimo de região urbana que possui um nível baixíssimo de qualidade de vida e cujos habitantes, são indivíduos de baixo poder de compra. Conjunto de habitacional popular, construído pelos próprios moradores com material grosseiro. As favelas cariocas são as mais conhecidas e surgiram por volta de 1900, na época da Guerra de Canudos.




O beato Conselheiro, homem que passou a ser popular logo depois da República proclamada, era quem conduzia este movimento. Ele acreditava era um profeta de Deus ,e como Moisés,conduziria o povo de Deus para a liberdade e acabar com as diferenças sociais e com as crueldades republicanas, entre os pecados estavam o casamento civil e a exigência de impostos. Com estas juízos, ele conseguiu agrupar um grande número de admiradores que acreditavam que seu líder realmente poderia libertá-los da situação de grande pobreza na qual se encontravam.

As idéias de Antônio Conselheiro difundiram-se de tal forma que jagunços passaram a utilizar-se delas para justificar seus roubos e suas atitudes que em nada condiziam com nenhum tipo de ensinamento religioso; este fato tirou por completo a tranqüilidade na qual os sertanejos daquela região estavam acostumados a viver.

A cidade de Canudos foi construída perto de alguns morros, dentre eles o Morro da Favela, que recebeu esse nome devido à sua vegetação predominante, a favela, uma planta típica da caatinga, muito resistente a seca. Quando os soldados retornaram ao Rio de Janeiro, pararam de receber sua remuneração, com isso se instalaram-se provisoriamente em alguns morros da cidade, junto de outros desabrigados. A partir daí, os morros recém-habitados ficaram conhecidos como favelas, referente à “favela original”.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Oi.


Oi gente, estou inaugurando este blog, saudando primeiramente Patativa do Assaré e todo o meu povo desta terra que corre leite, mel, licitações e pizzas ..., depois ao resto do mundo.
Desejo neste espaço colocar minhas experiências profissionais e desabafos. Mostrar que o Rio de Janeiro não continua lindo, está sim, sumindo do mapa e indo para o infinito, Fortaleza não é a Terra do Sol, não é tão linda quanto José de Alencar escreveu. Coitada está doente!
Ora, não sou pessimista, existem sim belezas mil no Brasil, pessoas honestas, trabalhadoras, lutadoras e esperançosas, que dão brilho, desenvolvimento e história para o Brasil. Mas existem alguns relapsos, no que diz respeito ao verdadeiro patriotismo, a exigir punição àqueles que são eleitos e descaradamente nos roubam, nos deixam pagando planos de saúde , pegando ônibus lotado todos os dias , vendo a biopirataria e os falsos missionários roubarem nosso Brasil , como também, ver os falsos "COMPANHEIROS" roubarem a Petrobrás e agora a ITAIPU.
É horrível ligar a tv e ouvir que o grande e fabuloso ( no sentido de fábula mesmo) STF, permitiu a reeleição de muitos políticos que estão na lista negra do tribunal de Contas ou que escaparam da cassação por entregarem seus cargos.Pior ainda é vê-los, os políticos, voltarem nos braços de uma parte do povo, que não é pequena, mais é comprada e medrosa ou ignorante, sujando a luta de quem quer um País realmente belo. Sei não....

Deixo-os aqui com um pouco das reflexões do Millô Fernandes.

I- Todo mundo viaja. Poucos chegam Lá.
II- As guerras acabam. Mas as ruas nunca ficam prontas.
III- Tinha um ar soberbo. Totalmente poluído.
IV- Dizia "Minha cara metade", como quem reclama do preço.
V- Confesso: sou pior sozinho do que mal acompanhado.
VI- Repara: quando você aprende uma palavra nova, ela aparece em todos os lugares.
VII- Solitário dorme sozinho. Rejeitado acorda sozinho.
VIII- Mostrei-lhe a lua no horizonte, redonda, linda. Mas ela prefere o Faustão.
IX- Não há pessoa mais chata do que você mesmo. Fuja da solidão.

X- Fica frio, amigo, não foi o brasileiro o inventor da corrupção. Baseado no mais profundo ensinamento da minha religião, a corrupção começou no Princípio dos Princípios, justamente no Jardim do Éden. Quando os dois proto-Safados, corrompidos pela Serpente, desrespeitaram a Lei do Senhor e comeram o Fruto da Ciência do Bem e do Mal, o desrespeito espantoso ficou conhecido como A Queda. Mas não passou assim pelo Todo (como era conhecido o Todo-Poderoso), que condenou os três culpados por uso indevido de bem público e formação de quadrilha. Logo o Anjo Gabriel, executor das ordens do Supremo, expulsou Adão e Eva do Paraíso, obrigando-os a viver na periferia, a leste do Éden. Mas a Serpente, misteriosamente, nunca foi punida.